18/11/2017

Pra Chamar de Meu: As coisas que fazemos por amor - Kristin Hannah


Oiiiii gente, voltei.
Já contei por aqui que a Kristin Hannah é a minha autora internacional favorita né?! Mesmo ela adorando despedaçar o meu pobre coraçãozinho kkkkk...
Quando eu vi que ela tinha lançado um livro novo fiquei bem feliz e já quero ele na minha estante ♥
Então nada mais justo do que o Pra Chamar de Meu de hoje ser essa lindeza de livro ♥
Olhem só:


Sinopse:
"Kristin Hannah captura a felicidade e o sofrimento de uma família e prova mais uma vez por que é a estrela dos romances." - Booklist

"Este livro maravilhoso é um exemplo clássico das histórias tocantes e provocativas que são a especialidade de Kristin Hannah. A ternura e as complexidades dos personagens mexem com o nosso coração." - Romantic Times

Caçula de três irmãs, Angela DeSaria já tinha traçado sua vida desde pequena: escola, faculdade, casamento, maternidade. Porém, depois de anos tentando engravidar, o relacionamento com o marido não resistiu, soterrado pelo peso dos sonhos não realizados.
Após o divórcio, Angie volta a morar em sua cidade natal e retorna ao seio da família carinhosa e meio doida. Em West End, onde a vida vai e vem ao sabor das marés, ela conhece a que mudará a sua vida para sempre.
Lauren Ribido é uma adolescente estudiosa, bem-educada e trabalhadora. Apesar de morar em uma das áreas mais decadentes da cidade com a mãe alcoólatra e negligente, a menina sonha cursar uma boa faculdade e ter um futuro melhor.
Desde o primeiro momento, Angie enxerga em Lauren algo especial e, rapidamente, uma forte conexão se forma: uma mulher que deseja um filho, uma menina que anseia por amor materno. Porém, nada poderia preparar as duas para a repercussão do relacionamento delas. Numa reviravolta dramática, Angie e Lauren, serão testadas de forma extrema e, juntas, embarcarão em uma jornada tocante em busca do verdadeiro significado de família.

Prevejo que quando ler esse livro tenho que colocar uma caixinha de lenço do lado ♥
Eu amei a sinopse e achei a capa bem bonita.

Já conheciam esse livro? Já leram?
Me contem aqui nos comentários :)

Até o próximo post
bjo

12/11/2017

Só restaram lembranças...


Oiiiiiii gente, voltei.
Hoje vou compartilhar com vocês um texto incrivelmente lindo que a Claudia do blog Claudia e a Literatura me mandou ♥ (conheçam o blog dela, é tudo feito com muito amor ♥).
Impossível não se apaixonar pela escrita dela ♥
Vamos ao texto:


San Gimignano, 20/09/1990

Quando precisei retornar, não sabia o que mais encontrar. Não somente o que havia restado de mim; meus sonhos, algumas frustrações, sem mencionar as perdas. Mas primariamente, o que encontrar de ti, em minha mala. Talvez, posso achar mais coisas em minha bolsa, aquela menor que sempre carregava comigo quando saíamos para qualquer lugar, do que na mala tão necessária em qualquer viagem.
Não, não penso que nossa caminhada deveria perdurar a ponto de eternizar-se. A causa da dor maior é saber que nossa história foi interrompida, negada por situações circunstanciais que quase todos não compreendem que escapam de nossas mãos a capacidade de continuá-la. Sentada aqui nesse imenso jardim, sinto o cheiro forte das folhas de outono que começam a cair, dos altos ciprestes verdes, onde sob eles, algumas vezes fizemos amor e lembro-me das promessas tão firmadas, dos sonhos que em partes construímos e que não poderemos mais realizar.
Abri minha bolsa. Seu perfume, na verdade o cheiro da flor, essa que sempre guardarei comigo, é o que faz-me entender o quanto esse retorno é injusto. Quando terei outra nova flor para receber de ti? Talvez algum dia. Agora, cai o orvalho do fim da tarde sobre meu rosto e fecho os olhos para recordar o melhor de ti. Tua voz, o calor da tua pele enquanto me tocava, tua boca tão apaixonada e como não citar a tua risada...
O destino assim quis. Assim desejou nos separar. Muitos que lerem esta carta, ou por acidente, encontrarem este breve relato em alguma década futura, não entenderão certamente esta nossa realidade. Porém, o que significa um retorno imposto, diante da esperança infinita que cultivarei para sempre sobre nosso amor?

Sempre te amarei, L.

ClaudiaMMartins.

Nem sei o que dizer desse texto, apenas sentir.
A Claudia arrasou na escrita e eu simplesmente amei ♥

Obrigada Claudia pelo carinho com o meu cantinho e obrigada também pelo texto.

Espero que tenham gostado
Até o próximo post
bjo

10/11/2017

Conhecendo Novos Autores no Wattpad: Little Krad


Oiiiiiii gente, voltei.
Estou colocando tudo em ordem para continuar esse mês tão especial ♥
Mas estou aqui para continuar esse projeto que eu gosto tanto e apresentar para vocês mais autores e seus trabalhos no Wattpad :)
Se você gosta de livros/contos com temática LGBT vai adorar esse post.
Sem muita enrolação, vamos ao post:

Little Krad
Nasceu no Rio de Janeiro em 1994 e começou a postar no Wattpad em 2015. Atualmente tem 14 obras sendo 12 concluídas. Suas histórias tem mais de 250 mil leituras.

Suas obras:


Beautiful Lies
Cubra os meus olhos com as suas mãos, apenas finja que estamos melhor.
O mundo segue tão rápido que nada mais dura.
Eu quero ser para sempre como a fumaça no ar. Flutuando como um pena, indo a lugar nenhum.
Perdida no silêncio, eu não preciso ser livre.
Eu vejo a criança em seus olhos.
Eu sei muito bem que o tempo irá dizer que é fácil esquecer.
Eu tentei me abrir, mas eu descobri que é difícil quando se está machucado.

Para adicionar a sua biblioteca é só clicar aqui



Hollow
Eu sou aquela música que não toca na rádio
Eu sou aquela poesia que ninguém sente
Sou aquela filosofia que ninguém para pra refletir
Eu sou aquela dança que quebra os ossos
Eu sou aquele grito de socorro que ninguém escuta
Eu sou aquele grão de areia no meio da grama o nada e
Eu sou aquele tudo perto de tudo

Para adicionar a sua biblioteca é só clicar aqui


Atlantis
Lisa não gostava de cigarros, ela também não gostava de gente que fumava. Mas acabou aprendendo a andar sempre com um maço de cigarros no bolso, para quando quisesse morrer.

Para adicionar a sua biblioteca é só clicar aqui


Deep End
"Me guie no escuro." Esse é o trato, quando uma das duas estiver em perigo a outra dará suporte. Sempre juntas, não importa a ocasião, seja em casa, na rua, no trabalho. Uma completamente depende da outra, uma completamente apaixonada pela outra.
Elas vão aprender, querendo ou não, que o amor não é a única coisa que basta para elas serem felizes.

Para adicionar a sua biblioteca é só clicar aqui


Dear No One
Cansei de procurar o meu futuro alguém, porque quando for a hora certa você vai estar aqui, mas por enquanto. Querido ninguém, essa é a sua canção de amor.

Para adicionar a sua biblioteca é só clicar aqui

Para seguir o autor no Wattpad e conhecer mais do seu trabalho é só clicar aqui

Facebook
Instagram
Skoob
Twitter

Muito obrigada por participar do projeto ♥
Espero que muito mais pessoas conheçam o seu trabalho :)

Espero que tenham gostado
Até o próximo post
bjo

07/11/2017

Não é uma resenha: Saga Entre vidas - Ruby - Juliana Leite


Oiiiiii gente, voltei.
Hoje estou aqui para compartilhar com vocês sobre um livro incrível ♥
Eu sou completamente apaixonada pelos dois primeiros livros da saga e com o terceiro não foi diferente, a Juliana sabe como prender o leitor, só queria saber o que iria acontecer e o final, nem sei o que dizer apenas sentir.
Mas vamos a resenha:

Ruby
Ruby e sua família enfrentavam uma fase bem difícil, eles tem que contar cada moedinha para poder sobreviver, mas isso não foi sempre assim. Ruby não gosta como seus pais tratam ela e suas irmãs (mais velha Lara e a mais nova Dóris). Sua irmã Lara estava doente, sua irmã mais nova não era bem tratada, quem cuidava das duas era Ruby, um certo dia depois da discussão seu amigo o Padre Sean chega em sua casa, logo em seguida seu pai chega com uma grande notícia: Lara iria se casar com o Rei Henry, ela iria para a Cornualha. Ruby ficou muito brava, como ele poderia fazer isso com a própria filha? Não conseguiria perdoar os pais, mesmo sendo por questões "diplomáticas".
Ruby não deixaria a irmã ir sozinha, Dóris não ficaria sozinha naquela casa junto com a mãe, e Padre Sean também foi junto pois além de tudo era amigo de Ruby e alguém da igreja deveria estar presente.
Lá no reino de Henry a religião era diferente do que as irmãs estavam acostumadas, isso incomodou bastante Lara, fizeram uma longa viagem e quando finalmente chegaram foram muito bem recepcionadas.
Rei Henry tratou Lara muito bem, apresentou sua noiva para todos os que estavam presentes no grande salão. Quando Ruby falou com ele se sentiu estranha e tentou pensar em outras coisas. Talvez aquele reino não fosse tão mal assim. A doença de Lara ia e vinha, mas elas não poderiam falar para o Rei que ela estava doente, as consequências das mentiras em torno da doença poderiam ser terríveis.
O rei tratava Ruby diferente, lhe deu um colar que estava em sua família faz muito tempo. Fez de tudo para ficar longe dele, mas muitas vezes as coisas fogem do nosso controle e em um encontro inesperado ele beijou a moça. Ela queria muito ir embora, pois aquilo era errado, ele era noivo de sua irmã. Mas no fundo ela também sentia alguma coisa por ele. A Sacerdotisa do reino ajudou a cuidar de Lara, mas depois que ela soube do beijo piorou muito, ficou irada com Ruby e começou a atacar a irmã com palavras.
Ruby ficou sentida com tudo isso, não queria perder a irmã, queria que Lara fosse a rainha, mas nem sempre o que queremos acontece. Receberam uma carta de seus pais(depois que eles foram avisados do estado de saúde de Lara) falando que o acordo continuava e que se Lara não se cassasse com ele Ruby ficaria em seu lugar(como eles conseguiam ser tão horríveis?! Também não sei).
Ruby ficaria no lugar da irmã, mas antes do casamento recebeu a visita de seus pais e do novo Bispo que contou quais eram os verdadeiros planos para aquele casamento. Claro que a moça não aceitou.
Depois de seu casamento receberam a notícia que um barco viking estava rondando por lá. Todos ficaram bem apreensivos, até que um dos invasores foi capturado e levado até o rei.
Estava na hora de Ruby se lembrar quem foi nas suas outras vidas, reconheceu algumas pessoas que estavam por perto. Lembrou quem era o viking que agora era prisioneiro ali.
Depois disso sua vida não foi mais a mesma.
Ela vai ter que viver entre altos e baixos, vai ter que usar toda a sua sabedoria não só dessa vida mas das passadas também.
Ruby tem a missão de unificar os povos, independente de suas crenças e isso não será uma tarefa muito fácil.

Um livro cheio de ação, aventura e romance. Daqueles que te faz parar e recuperar o fôlego.
Algumas horas fiquei com o coração apertadinho, em outras eu chorei. É muito legal reconhecer cada personagem em sua nova vida. Muito legal também são as referencias que a autora coloca durante o livro ♥
Obrigada Juliana pela oportunidade de me aventurar em mais um livro da saga e poder "reencontrar" os personagens ♥

Pra quem ficou curioso e quer saber tudo o que vai acontecer nessa aventura, o livro está em pré-venda.
Clica aqui e aproveita que o valor está bem bacana :)

Também está rolando o sorteio do segundo volume da saga lá no meu Instagram
Clica aqui para participar.

Espero que tenham gostado e até o próximo post
bjo

03/11/2017

Clube do Livro Delirante - Caixa número 6


Oiiiiiii gente, voltei.
Hoje eu vou compartilhar com vocês todos os itens muito amorzinho que vieram na caixa número 6(e a minha última) do Clube do Livro Delirante ♥
Já disse que sou completamente apaixonada por todas as caixinhas e com essa não foi diferente :)
Então sem muita enrolação vamos ver essas lindezas:


Nessa edição vieram: Dois livros - A Paixão e Oitavo Selo, Poemas, um pregador e o Chapéu do Chapeleiro Maluco(eu ameiiii ♥♥♥)


A Paixão
Originalmente publicado em 1965 e considerado um marco na moderna literatura portuguesa, este romance-poema faz parte da chamada Trilogia Lusitana e influenciou, entre outros, Raduan Nassar, no seu Lavoura arcaica. Dividido em três partes(Manhã, Tarde e Noite), a Paixão se desenrola durante a Sexta-Feira Santa, numa propriedade rural do Alentejo, sul de Portugal. O autor dá voz aos diversos habitantes da casa: pai, mãe, filhos, empregados. Os fluxos de consciência se alternam, assim, a cada capítulo. e compõem uma verdadeira sinfonia polifônica, de orquestração magistral.

 
O Oitavo Selo
Um quase romance - é como Heloisa Seixas define O Oitavo Selo, que tem por protagonista um personagem da vida real, seu marido, o escritor Ruy Castro.
Intercalando ficção e realidade, em uma narrativa hipnótica que inclui beleza e horror, o livro mostra diversos momentos de um homem diante da morte. Os "selos" a que se refere o título são os diferentes trâmites enfrentados, uma saga que inclui drogas, alcoolismo e doenças gravíssimas.
Com muitas referências literárias, musicais e cinematográficas - inclusive a alusão ao filme de Ingmar Bergman, O sétimo selo -, o livro é resultado da parceria de vida desses dois escritores brasileiros, começada há mais de vinte anos.


Os poemas e o pregador lindinho ♥


Pensam na minha felicidade quando eu vi esse chapéu maravilhoso ♥ Eu sou completamente apaixonada pelo Chapeleiro e quando percebi que dá pra usar quase tive um treco kkkkkkk.....

Eu amei tudo ♥
Me contem aqui nos comentários qual foi o item que vocês mais gostaram dessa caixinha.
já conheciam esses livros? Já leram?
Me contem tudo, vou adorar saber :)

Até o próximo post
bjo

Design e Desenvolvimento por Bruna Leite