19/10/2017

Tati C. Entrevista: Karen Alvares


Oiiiii gente, voltei.
Sim, hoje teremos mais uma entrevista muito amorzinho ♥
Já conheço a Karen faz algum tempo(inclusive ela foi uma das primeiras autoras que eu conheci ♥) e fiquei muito, muito feliz quando ela topou participar do mês temático aqui do blog :)
Vamos conhecer mais sobre ela e seus livros:


T- Conte-nos mais sobre você, sobre o seu trabalho.
K- Sou escritora há mais de 5 anos - ou, pelo menos, me considero assim, porém escrevo há mais de 15 anos, antes como um passa tempo, agora como profissão. Nos dias que não trabalho fora de casa, sento desde a manhã no computador e faço várias atividades relacionadas à escrita, não necessariamente apenas escrever(engana-se quem pensa que a vida de escritor é apenas escrever histórias); respondo e-mails, divulgo meus trabalhos nas redes sociais, produzo banners, entro em contato com leitores e blogueiros, faço serviços editoriais para outros escritores(leitura crítica, revisão, copidesque, diagramação) etc.

T- Qual foi o primeiro conto/livro que você escreveu? Muita coisa mudou na sua escrita?
K- Que pergunta difícil! Escrevo há tanto tempo que é difícil precisar qual foi a primeira coisa que escrevi. Vou escolher Alameda dos Pesadelos, tanto o primeiro livro que escrevi quanto o primeiro que foi publicado. Demorei vários anos para finalizá-lo, comecei a escrevê-lo com cerca 18-19 anos e terminei aos 25 anos. Acredito que sim, algumas coisas mudaram na minha escrita e isso é ótimo; um escritor precisa estar em constante evolução, sempre melhorando e se aperfeiçoando. Minha escrita agora é mais madura, tenho novas ideias e visões sobre a vida, espero que, daqui a alguns anos, tanto eu quanto a minha escrita estejamos ainda melhores. A vida é uma evolução constante e a perfeição não exite(ainda bem, assim sempre teremos algo a almejar!).

T- Para você qual é a maior dificuldade em ser escritor de terror/suspense aqui no Brasil?
K- Ser escritor no Brasil jé é difícil por si só; um mercado relativamente pequeno(infelizmente, ainda não somos um país de leitores, muito menos de leitores consumidores) e cada vez mais competitivo, no qual é preciso se provar constantemente e investir muito na carreira para ser notado. Porém, é ainda mais difícil quando se é um escritor fantástico, no caso, assim como eu, de terror e suspense. O gênero ainda não é considerado "sério" por muitas pessoas, especialmente literatos, e há certo preconceito e rejeição pelo terror e suspense brasileiros; quem gosta deste tipo de leitura geralmente recorre a autores consagrados e estrangeiros. E ainda há a barreira machista por eu ser uma escritora mulher, escrevendo livros que alguns erroneamente ainda consideram um gênero masculino - o que é ridículo, porém acontece -; muitas pessoas esperam que mulheres sejam mais "delicadas e sensíveis" e não acreditam que elas possam escrever textos perturbadores, aterrorizantes e sangrentos. Então preciso me provar constantemente, o que pode ser cansativo às vezes, mas sigo persistindo, porque amo escrever e amo especialmente escrever terror e suspense.

  T- Qual autor(a) te inspirou a escrever esse gênero? O que você diria pra ele(a) se tivesse a oportunidade?
K- Não há outro nome a mencionar senão Stephen King, o grande mestre do terror e uma enorme inspiração para mim. Leio-o desde os dez anos de idade, então ele sempre foi uma grande influência. Se um dia eu conseguisse vê-lo e falar com ele? Uau, é difícil até de imaginar! Só espero que eu não ficasse completamente travada e conseguisse agradecer a ele por suas histórias e dizer o quanto elas me tornaram uma escritora e uma pessoa melhor.

T- Seus personagens são inspirados em alguém?
K- Depende muito. Eu diria que talvez, pedaços deles são inspirados em pessoas que estão na minha vida, já passaram por ela ou, talvez, apenas pessoas que já parei para observar. Escrever um personagem é como brincar de Lego, você vai recolhendo peças aqui e ali e constrói uma nova pessoa, sendo que as peças podem ser reais ou fictícias.
Na verdade, eu diria que um personagem sempre foi e sempre será inspirado em uma pessoa. Todos os pais amorosos que escrevo são meu próprio pai. Seu Caetano, de Alameda dos Pesadelos, e Renato de Inverso e Reverso são bons exemplos disso. Meu pai está lá em ambos, em diferentes fases da vida. Meu pai é uma grande inspiração para mim.

T- Qual é o seu livro favorito?
K- Uau! Como escolher? Bem, apesar de tudo o que eu falei sobre o King, vou precisar escolher livros de outra autora, aquela que me fez começar a escrever e criou meus melhores amigos da adolescência. A série Harry Potter, claro, de J. K. Rowling. Quando disse que escrevo há mais de 15 anos, foi porque comecei a escrever, digamos, pra valer, aos 15 anos, com fanfics de Harry Potter.(E não, não dá pra escolher um único livro entre os sete, sinto muito). 

T-Qual foi a sensação de ter pela primeira vez seu livro físico em mãos?
K- Nossa, foi maravilhoso, indescritível. É como ver seu sonho se materializar(e na melhor coisa do mundo: livros!).

T- Como você lida com as críticas?
K- Tento ser madura. A partir do momento que publico uma obra, penso que ela não é mais minha, mas dos leitores, e eles têm todo o direito de gostar ou não dela. E, como acredito que sempre posso melhorar, leio com carinho os elogios e as críticas e extraio delas caminhos que possam me guiar a ser uma escritora melhor. 

T- Qual foi a cena mais difícil que você já escreveu? (Pode contar sobre ela?)
K- Foi a cena de um conto chamado "O Sentimento", publicado na coletânea Boy's Love - Sem Preconceitos, sem limites da Editora Draco. Não posso dar muitos detalhes sobre ela, mas foi uma cena pesada e triste. Terminei me sentindo mal e tive que parar de escrever depois disso, sair do computador e fazer outra coisa, porque não conseguia nem ficar perto do do que tinha feito.

T- Já teve bloqueio criativo? Como superou?
K- Vários! Acho que a sina de um escritor é conviver com o bloqueio criativo. Às vezes, você só está cansado demais de tudo e fica difícil escrever. Mas a melhor solução é sentar e trabalhar; mesmo que que você faça algo ruim, pelo menos está escrevendo e sempre pode reescrever, apagar e fazer de novo. Mas outra boa técnica é ler, ler ajuda em tudo.

T- Qual é a sua meta como autora?
K- Minha meta é tocar no coração das pessoas com minhas histórias, fazer com que elas ouçam o que tenho a dizer. Escrevo para ser ouvida.

T- De onde surgiu a ideia para Alameda dos Pesadelos?
K- De um sonho; na verdade, de um pesadelo. Há muitos anos sonhei com uma das cenas do livro e, a partir dela, criei os outros personagens e o restante da história. Ainda me lembro vividamente daquele pesadelo; ele é descrito em uma cena do capítulo quatro do livro.

T- Deixe algum recado para os leitores.
K- Sem vocês, livros seriam somente palavras impressas no papel. Leitores dão vida às histórias dos escritores. Obrigada por me ouvirem e lerem minhas obras!

Karen sua linda muito obrigada por participar da entrevista.
Adorei muito, principalmente a parte do bloqueio criativo, acho que vai me ajudar bastante ♥

Para acompanhar a Karen nas redes sociais é só clicar aqui:


Conheçam mais o trabalho dela pois ela arrasa muito ♥
Espero que tenham gostado.
Até o próximo post
bjo

17/10/2017

Renovação de Parceria: Editora Sinna


Oiiiiii gente, voltei.
Esse é um post muito especial, sim como está escrito ali no título renovei a parceria com a Sinna(dancinha da felicidade kkkkkkk...)
Eu simplesmente amo os livros da Sinna, não é por ser parceira não, eles simplesmente arrasam nas edições e as capas são maravilhosas ♥
E como eu tinha que escolher um e-book para resenhar esse mês, escolhi um de uma autora muito querida ♥
E o meu escolhido foi:


O Pior Geminiano
Marcelo pode ser quente como o sol ou frio como o gelo.
Meu chefe é um geminiano idiota! Minha irmã diz que as arianas gostam de se aventurar sem pensar muito nas consequências. Então, ou meu mapa astral está muito errado ou estou sem tempo para isso.
Em dois anos vi diversas mulheres tendo seus corações partidos por Marcelo, sinto pena delas e, por isso, para o meu bem me blindei. Sei que não preciso entendê-lo, mas... realmente quero.
Talvez com isso consiga anemizar a aceleração do meu coração que ocorre toda vez que o vejo.

Nem sei o que dizer dessa capa maravilhosa, apenas sentir.

Para acompanhar todas as novidades da editora é só seguir as redes sociais:
Facebook
Site
Instagram
Youtube

Post curtinho apenas para contar a novidade ♥
Estão ansiosas(os) para a resenha do O Pior Geminiano? Já conhecem o livro? Já leram?
Me contem aqui nos comentários :)

Até o próximo post
bjo

14/10/2017

Primeiras Impressões: Uma Nova Mensagem - Erika Gomes


Oiiiiiiii gente, voltei.
Continuando com as primeiras impressões, hoje venho compartilhar o que eu achei do livro Uma Nova Mensagem da Erika Gomes. Esse livro é Hot então se você não gosta do gênero recomendo que leia outros posts aqui do blog :) tem posts dos mais variados gêneros.
Então vamos lá:

Post não recomendado para menores de 18.


Cris é uma moça que adora ler, e por causa disso é apaixonada pelo Grey, tanto que ela arrumou uma enorme confusão para poder comprar ingressos para assistir o filme na pré-estreia. Saiu do shopping descabelada, com a roupa toda esgarçada. E agora que tinha chegado o grande dia de ir assistir o filme ela estava atrasada(como sempre), suas amigas Eduarda e Amélia já estavam acostumadas.
Cris havia se arrumado toda para ir até o cinema, tudo bem que seria impossível encontrar o Grey, mas nunca se sabe né?!
Suas amigas viviam falando que Cris precisava encontrar alguém para satisfazer as suas necessidades(e sim ela precisava mesmo), depois do filme elas fizeram um grande mistério de onde iriam, chegaram em um lugar que impressionou Cris. Resolveram que beberiam antes de mais nada, ali no bar já viu um cara muito sexy, beberam uma garrada de Tequila e ela se soltou um pouco.
Agora estavam preparadas para o que lhes esperavam atrás das portas, ou não. Nos quartos aconteciam as mais variadas coisas, alguns estavam com as portas fechadas e outros não, mas tinha uma outra porta e era pra lá que elas iriam. Depois que atravessassem ali tudo seria permitido, mas ela poderia recusar fazer sexo com alguém.
Cris entrou completamente na vibe daquele lugar, mas acabou voltando a si e saiu correndo de lá.
Voltou para o seu apartamento e mesmo sob protesto de suas amigas queria ficar sozinha. No outro dia resolveu que iria para um parque para descansar, levou um livro que queria muito ler, mas acabou recebendo uma mensagem de alguém que não conhecia. Resolveu responder. O desconhecido continuou mandando mensagem e ela gostou disso. Ela voltou pra casa e queria continuar a conversa. E foi durante a noite que a conversa começou a ficar caliente, Cris dormiu como a muito não dormia.
Acordou com o seu celular descarregado e foi correndo conectá-lo ao carregador. Mas suas amigas chegaram e resolveram mudar os planos dela para aquele dia. Depois de passar o dia inteiro fora finalmente conseguiu voltar para o apartamento e conversar com o desconhecido(não eles não sabem o nome um do outro). Mas ela vai descobrir que ele mora mais longe do que ela imagina. Isso vai acabar com ela. Mas suas amigas não vão deixar que nada de ruim aconteça.
Agora ela vai ter que arrumar a besteira que fez.

Sinopse:
Uma mulher bem resolvida, independente. Cris teria tudo para ter uma vida no mínimo legal... Se não fosse a frustração sexual!!!
Uma mensagem de um número desconhecido... Um perfil de um homem encarando o oceano... Tudo o que eles tinham em comum, era o desejo de transformar aquele engano em uma certeza.
Mas a vida acaba pregando peças e alterando as situações no decorrer do caminho. Outras pessoas são envolvidas e as certezas de Cris, escorre por seus dedos, quando ela se depara com alguém real que balança todo o seu mundo.
Liberte-se, ha uma nova mensagem esperando você!!!

Quer garantir o seu? Clica aqui e compre o seu e-book ♥ 

Confesso que enquanto eu lia fiquei bem brava com o jeito que a Eduarda tratava a Cris, mas no finalzinho do capítulo eu meio que entendi o motivo dela ser assim. Não concordo, mas entendo.
Ainda não tinha lido nenhum livro/conto da Erika e uau ela arrasa na escrita, mesmo estando no começo do livro ela detalha bem tudo o que está acontecendo, os personagens.
Agora eu preciso voltar ao livro e saber o que vai acontecer e como a Cris vai resolver tudo.
Obrigada Erika pela oportunidade de conhecer o seu trabalho e pela parceria ♥

Me contem aqui nos comentários se vocês já leram esse livro, se curtem o gênero, se já conhecem o trabalho da Erika.
Espero que tenham gostado
Até o próximo post
bjo

13/10/2017

Top 5: Contos para ler em Outubro


Oiiiiiiii gente, voltei.
Para comemorar essa sexta feira 13 estou aqui para indicar pra vocês 5 contos para serem lidos esse mês, mas se você curte terror/suspense pode ler em qualquer mês do ano ;)
Então sem muita enrolação vamos ao post:


O horror empunha um cutelo
Certo dia, Eduardo, um sujeito normal sendo alterado por uma uma incomum doença - cada parte do corpo dele sofre envelhecimento em ritmo distinto -, repara em uma unha negra na mão e compra um cutelo. Na casa 13, na vila, vivem duas simpáticas gêmeas... A mão em frangalhos treme, ele em pé atrás da porta ergue o cutelo, os meninos bisbilhotando se há alguém em casa... Segundo pesquisas, transfusões de sangue jovem podem reverter o envelhecimento precoce, e há casos de membros transplantados entre desconhecidos. De nada adiantaria a mão de uma vítima, se a doença consumir o resto do corpo; porém o desespero remove as barreiras lógicas, e ele tem um cutelo. Martina, a gêmea mais atrevida, tentará ajudá-lo, além disso, vários vizinhos seriam boas vitimas. Ele deseja interromper o acelerado e precoce envelhecimento e, por acaso, tem um sedento cutelo dando bobeira em casa.

Clicar aqui e garanta o seu.


Ninguém
Um jovem hacker passa seus dias à procura de horrores na Deep Web, até que o próprio Horror finalmente o encontra. E as consequências são piores que a morte. 

Clica aqui para garantir o seu.


Pesadelos no Hotel
O Conto Pesadelo No Hotel narra a história de três jovens que encontram um hotel bizarro para se hospedar, onde coisas estranhas começam a acontecer. "-Olha estas bonecas, que bizarras!- Rafael mostrou para Mariana um quadro com três bonecas. Diferentemente dos brinquedos infantis com aparência dócil, aqueles tinham uma expressão de tortura e sofrimento."

Clica aqui pra garantir o seu.
Já resenhei esse conto aqui no blog, quer saber o que eu achei? Clica aqui


Madrugada Macabra
Marcondes leva uma vidinha pacata, cuidando do seu pequeno negócio, um chaveiro com atendimento 24 hs. Em uma noite qualquer, seu sono é interrompido e ele é chamado para um atendimento emergencial. O que Marcondes não sabia é que estava prestes a viver uma madrugada macabra que mudaria definitivamente o curso da sua vida.

Clica aqui para garantir o seu.


O lamento da noite
Em busca do sonho de ter um filho, Elizabeth parte para Santa Clarita com uma promessa suspeita de conseguir o que tanto deseja, entretanto, essa jovem arquiteta se vê envolvida por uma história assustadora que, insistentemente, é negada pela população daquela cidade.

Esse conto vocês podem ler gratuitamente lá no Wattpad, é só clicar aqui.

Me contem aqui nos comentários qual desses contos vocês gostariam que eu liberasse a resenha primeiro(vou tentar resenhar os 5 ainda esse mês, vamos ver né?!)
Já leram algum desses contos? Me contem o que acharam.
Ou se vocês tiverem algum pra me indicar também eu vou adorar :)

Semana que vêm vou trazer algumas novidades para os posts desse mês temático ♥
Vocês querem ver a minha TBR??

Então até o próximo post
bjo

12/10/2017

Primeiras Impressões: Árion - O Reflexo de um outro mundo - Pablo Madeira


Oiiiii gente, voltei.
Hoje estou aqui para compartilhar minhas primeiras impressões desse livro incrível(e que me deixou morrendo de vontade de saber o que vai acontecer logo depois do trecho que eu parei kkkkkk)
Como você faz isso comigo Pablo???
Então sem muita enrolação vamos lá:


Há muito tempo atrás um mago chegou na terra, ele conviveu normalmente com os humanos, ele queria que os povos pudessem viver em paz e por isso usava a sua mágica para colocar na mente dos escritores os seres de sua terra para que já ficassem conhecidos. Mas ele não ficaria muito tempo por aqui, entrou em sua casa, foi até o comodo que tinha um grande espelho, que não era comum, nele havia um "enfeite" que se parecia com uma mão e uma pedra. A pedra começou a liberar uma luz verde muito forte e o mago sumiu para sempre.
Laura era uma adolescente, ela queria muito descobrir o que tinha dentro da casa abandonada, então convenceu seu amigo Igor a ir até lá com ela durante a noite. Igor era bem medroso, mas sabia que a menina não iria esquecer o que tanto queria. Se encontraram para combinar tudo, mas o ex namorado de Laura, Felipe(não fui muito com a cara dele kkkk), e acabou ouvindo toda a conversa. Laura ficou irritada com ele, se despediu do amigo e foi para casa.
Chegou a hora de sair, Laura se preparou bem, pegou a mochila e foi encontrar com seu amigo, mas antes teve que arrumar uma desculpa para seus pais. No local marcado teve que esperar por Igor que chegou atrasado.
Foram até a casa, mas para a surpresa deles Felipe apareceu e acabou indo com eles, depois de algumas tentativas finalmente entraram na casa, entraram no banheiro e depois entraram em um comodo que tinha apenas um espelho(que estava trincado) acharam aquilo muito estranho e resolveram ir embora. Mas antes de chegarem na porta, ela se fechou e a pedra que estava junto do espelho começou a espalhar uma luz verde muito forte. Então os três sumiram.
De repente estavam em uma floresta, ficaram bem confusos e ao perceber que tinham alguns cavalos vindo em sua direção começaram a pedir ajuda. Até que encontraram uma mulher que pediu para que ficassem quietos.
Agora que eles estavam ali a profecia estava se cumprindo e eles terão que lutar pelas suas vidas.
Coisas horríveis aconteceram por causa da ganancia de alguns seres de Árion, todos querem a pedra que os levou até ali, e eles precisam achá-la para poder voltar para casa, terão que agir depressa.

Sinopse:
Durante uma invasão noturna em uma velha casa, que muitos julgavam assombrada, Laura acaba descobrindo que um antigo espelho é na verdade um portal para um mundo mágico, chamado Árion. Por acidente, a jovem acaba sendo levada para este mundo na companhia do seu melhor amigo e do ex-namorado.
Porém, os problemas estavam apenas começando, pois Árion está em guerra e a chegada dos jovens é a prova de que uma antiga profecia se tornará realidade, ou seja, a existência de outros mundos, despertando com isso o desejo das forças das trevas de dominarem a Terra a qualquer custo. Agora, a jovem e os amigos precisam descobrir uma forma de voltar para casa antes que seja tarde.
Uma história fantástica, recheada de descobertas e emoções aguarda o leitor.

O Pablo tem uma escrita fluida e bem gostosinha, daquelas que te faz ler o livro inteiro sem nem perceber que o tempo passou(pelo menos aconteceu isso enquanto eu lia o comecinho), mas quando percebi que estava acabando, só conseguia pensar: Não ele não fez isso, eu preciso muito saber o que vai acontecer kkkkkk....
Estou quase tendo um colapso de curiosidade(estou bem dramática hoje)
Então agora vou lá garantir o meu pra descobrir como esse livro vai acabar ♥

Obrigada Pablo pela oportunidade, eu amei ♥

Se você ficou curiosa(o) assim como eu e quer garantir o seu exemplar também é só entrar lá no site da editora(clica aqui) e poder apreciar a leitura :)

Espero que tenham gostado.
Me contem aqui nos comentários se vocês já conheciam esse livro, se também querem ler.

Até o próximo post
bjo

Design e Desenvolvimento por Bruna Leite